quinta-feira, 27 de maio de 2010

VAMPIROS - ontem e hoje


O livro que modificou para sempre as lendas de vampiros foi "Drácula", o personagem criado na literatura pelo romancista irlandês Abraham 'Bram' Stoker (1897), foi inspirado em uma figura histórica: Vlad, o Empalador, príncipe da Valáquia (região da Transilvânia que antes integrava a Hungria e hoje a Romênia), que lutou contra o domínio turco e morreu em 1476. A Transilvânia era área de governo do príncipe Vlad, que nos livros passou a ser um conde.
Por seus hábitos extremamente cruéis, que incluíam esfolar vivos os prisioneiros inimigos, ferver suas cabeças em caldeirões ou condenar à empalação aqueles que o contrariavam, Vlad recebeu o cognome de "Dracul", que significa - filho do diabo". No entanto, atualmente ele é considerado na Romênia um herói nacional.

Quando publicado, nada sugeria que Drácula teria tanto sucesso. Recebeu críticas mistas. Muitos poucos reconheceram sua importância e compararam o livro a Frankenstein. Nenhum crítico percebeu que Stoker havia chegado ao ápice da literatura.
Quanto Stoker morreu, sua esposa herdou os Copyright do livro e viveu o suficiente para ver o sucesso da obra de seu marido. O livro foi traduzido em mais de 50 línguas e é o segundo livro mais vendido do mundo, perdendo somente para a Bíblia.
A história de Stoker é a mais adaptada para os cinemas e a mais conhecida pelas pessoas. Foi "Drácula" que definiu como uma pessoa se torna vampiro e como são os hábitos noturnos desses seres que se transformam em morcegos (valel Stoker).

Muitas personalidades do mundo da escrita fizeram livros sobre esses seres das trevas. Voltaire, Tolstoi, Alexandre Dumas, H. G. Wells e Arthur Conan Doyle foram alguns que aproveitaram esse tipo dentro da literatura universal. Além de Stoker, veja os principais escritores:

Goethe: O famoso autor alemão da época do Romantismo escreveu o poema "A noiva de Corinto", em 1797. A novidade é que esta foi uma das primeiras aparições de vampiros do sexo feminino na literatura. Naquela época, o ideal de beleza eram as mulheres muito pálidas, portanto as vampiras caíram como luvas para o poeta.

Joseph Sheridan Le Fanu: Escreveu o livro "Carmilla", que é anterior ao épico vampiresco de Stoker em 25 anos. A história possui um claro viés lésbico, pois a vampira só escolhe mulheres como vítimas. Este livro deu início ao estilo de roteiro das histórias de vampiros, o qual foi copiado por Stoker, pois há a parte do ataque, a conversão do atacado em vampiro e, no final, a caça e a morte do ser das trevas.

Anne Rice: A autora de uma série de livros conhecidos como "Crônicas Vampirescas". Ricce ficou famosa pela criação do personagem Lestat de Lioncourt, que aparece no exemplar "Entrevista com o Vampiro" (Sim, é o mesmo do filme com Brad Pitt!), em 1976. Outra adaptação para os cinemas, foi a história de "A rainha dos condenados", de 1988. A saga tem ao todo 10 livros, mas os últimos episódios não possuem a mesma vitalidade dos primeiros.

Laurell Kaye Hamilton: A escritora é contemporânea de Stephanie Meyer, da série "Crepúsculo". Sua série de livros é conhecida como "Anita Blake: Vampire Hunters", cujo primeiro livro "Prazeres Malditos" foi lançado em 2008 no Brasil. A personagem principal também é uma menina que se envolve com família de vampiros, assim como Bella de "Crepúsculo". Anita ao mesmo tempo em que caça vampiros maus, começa a aprender e se relacionar mais com esses seres.

"Os livros de vampiros sempre tiveram leitores cativos, mas a demanda aumentou com Crepúsculo"

Precisamos de romance para sobreviver

Edward (Robert Pattinson) e sua família, os Cullen, são vampiros diferentes, que se alimentam de animais para não matar pessoas. No entanto, o rapaz, que tem 110 anos com corpinho de 17, sente-se muito atraído pelo cheiro do sangue de Bella Swan (Kristen Stewart), sua colega de escola, ao mesmo tempo em que fica apaixonado pela moça. Ele tenta se afastar para não prejudicá-la, mas seu amor e também o azar da garota, que sempre acaba sendo perseguida por vampiros do mal, são mais fortes. Por conta disso, Edward se dedica a defender a amada dos perigos sobrenaturais.
“Amo 'Crepúsculo', sou completamente apaixonada pelo livro e, é claro, pelo Edward. A própria autora sempre o descreveu como se ele fosse a oitava maravilha do mundo, aí fui gostando. Também adorei o jeito misterioso dele de ser. Sem contar que as frases que ele diz para a Bella são perfeitas. Juntando tudo isso é paixão na certa!”.


Robert Pattinson “O amor pode ser mais letal que uma mordida de vampiro”



Dentro da literatura vampiresca um dos subgêneros que está a fazer furor é o paranormal: vampiros, com poderes paranormais, e com grandes doses de humor, paixão, erotismo e fantasia. É o romance para além do terrenal. Poderia a ternura de um vampiro permanecer com ele pela eternidade?
Repito: Precisamos de romantismo, por isso mais e mais histórias de vampiros são criadas (agradeço aos Deuses por isso), valeu Stephanie, por nos proporcionar diferentes tipos de vampiros... valeu Stoker, por começar essa história (mesmo que tenha difamado um pouquinho nossos Heróis).






by Deise
parte pesquisei na Abril

True Blood Season 3



Mais um vídeo True Blood! (tô anciosissima)

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Vício - eu tenho

Normalmente os vícios são considerados pelas pessoas como motivos de prazer, alegria e desejo. Mas a realidade esconde sua real função.

Vício (do latim "vitium", que significa "falha ou defeito") é um hábito repetitivo que degenera ou causa algum prejuízo ao viciado e aos que com ele convivem. O termo também é utilizado de forma amena, muitas vezes deixando um índice de sua acepção completa. Por exemplo, viciado em chocolate. Seu oposto é a virtude.

“A virtude é quando se tem a dor seguida do prazer; o vício, é quando se tem o prazer seguido da dor”


O princípio dos hábitos – sejam eles bons ou maus – é o prazer. Você só repetirá um determinado ato, se no mínimo ele lhe der algum tipo de prazer, seja de natureza física ou psicológica. Quase sempre o prazer está associado à natureza psicológica do ser humano, assim diremos teoricamente que a repetição de um vício tem como elemento de reforço a satisfação psicológica.

Se os vícios dão prazer, então por que combatê-los? Por que não deixar que cada um viva à sua própria maneira e segundo seus desejos? Que mal pode existir em satisfazer-se os desejos? Estas são algumas das perguntas idiotas que grande parte dos viciados fazem ao seus terapeutas, e a todos aquele que lutam para combater os vícios. De algum modo, certos vícios são de fato prejudiciais unicamente ao próprio indivíduo que os praticam.

No século passado, Albert Einstein estava para provar que alguns vícios, como o vício nos estudos, seriam úteis à população. Dois dias depois, Einstein sofreu um ataque epilético, causado pelo excesso de estudo. Depois disto, nunca mais discordaram que o vício é maléfico. Resumindo o vício é uma desgraça sem fim.

Este vício se divide em diveras categorias que vão desde vícios comuns até aqueles resultantes das novas tecnologias, os vícios virtuais comuns em nerds como os adolescentes suados jogando CS dentro de uma LAN-House.

Virtual - popular nerdismo
Game-vício - computadores, vídeo-games, fliperamas, Pumps, Brick Games, Tamagotchis entre outros
Inter-vício - vício em internet
Chat-vício - também conhecido como vício do quer tc comigo
Lingüístico - vícios de linguagem


Um Garoto era tão viciado no orkut, mas tão viciado, que sua mãe nao sabia mas o que fazer. Um dia ela decidiu: “Vou mandá-lo para a igreja”. Chegando na igreja o pastor pergunta ao garoro:

- Menino você aceita Jesus ?

E o menino respondeu:

- Só se ele me deixar um “SCRAP”.

Qual o nome dado pra quem é viciado em filmes? Cinéfilo? Acho que são apenas pessoas que gostam mais de filmes que as outras. Sou totalmente viciada em filmes, assisto e coleciono alguns.

"Eu sou dependente de livros"
(literalmente) - Bibliofilia (De origem grega "biblion" - livro e "philia" - amor)

Sou muito viciada, quando começo a ler um livro fico desesperada pensando em quais outros começarei a ler depois que terminar o que tô lendo. Quando pego um livro pra ler, eu devoro ele... Não sei se é um vício exatamente, mas afirmo que não sei passar um só dia sem ler...sem livros entro em abstinência.


 

by Deise
vc é o q vc lê!

Me fez rir!

clica na imagem q ela aumenta!

terça-feira, 25 de maio de 2010

É o fim então? Ainda me sinto um pouco LOST.

Passei o dia imaginando como escrever um texto sobre o final de Lost que não fosse mais um texto sobre o final de Lost


Final emocionante!

Pois é, "The End" fechou, para mim, de forma perfeita uma série que nos mostrou praticamente de tudo nos últimos 6 anos. Tivemos teorias científicas, filosofias, mitologia e para fechar, os produtores escolheram a corrente religiosa.



Por mim!

Cada momento da série foi trabalhado com uma, digamos, linha de pensamento. No final eles precisavam escolher alguma para encerrar, mas sem perder o sentido de tudo que vimos antes. Tudo precisava continuar tendo valor nas temporadas. Tudo aquilo que os personagens passaram na Ilha é uma idéia do que passamos em nossas vidas. Obstáculos e desafios, escolhas e atitudes.
A escolha espiritual para o fechamento, apesar de ser minha linha de pensamento e de ver a vida, foi a mais inteligente e simples que eles poderiam ter escolhido. Assim como a maioria das resoluções que tivemos. Com certeza eles tinham vários outros finais que poderiam ser usados, assim como cada um de nós tínhamos várias teorias e idéias de como terminaria. Mas, curiosamente, a mais lógica é a religiosa.
Se o destino realmente atuou na vida de cada um, podemos debater sobre isso por dias, já que Jacob acabou "escolhendo" as pessoas para assumir sua função. Mas eles aceitaram que de certa forma estavam ligados àquela Ilha e que deveriam fazer algo por alguma coisa. Com certeza sempre teve o que proteger na Ilha: uns aos outros!



Sempre foi isso o que de mais precioso eles tinham que proteger, seus amigos. Se as viagens no tempo os matariam porque alguns tinham saído da Ilha, então eles precisavam voltar! Se um monstro de fumaça queria todos mortos, então eles precisavam acabar com o monstro! E assim por diante...

Mortos, cada um deles criou seu local perfeito, seu paraíso particular. Uma vida pós-morte. Se eles não morreram quando o Oceanic 815 caiu na Ilha, morreram depois, durante a vida que tiveram lá. E a grande maioria dos fãs acreditava nisso, que todos morreriam na Ilha, só não sabiam o que esperar...

Mas digamos que não era isso o que você esperava assistir no final. Digamos que não é isso que você acredita. Não era o que eu esperava, mas não posso dizer que não gostei. Não dá para desprezar tudo aquilo que me fez amar LOST nos 119 episódios passados, não dá para jogar fora a forma como me preocupei com cada personagem e torcia para que as coisas dessem certo para eles.

Um final que vai dividir os fãs. Mas talvez por um tempo, até que o impacto passe e as idéias sejam organizadas. Então, todos nós estaremos novamente juntos. De certa forma, tivemos sim um final aberto e podemos usar nossas crenças, ou não-crenças, para encontrar uma resposta. Mas sempre terá uma nova pergunta...

Créditos Finais de LOST...



No final de "The End", após o famoso fade-out em preto de LOST, os créditos finais da série foram mostrados com algumas imagens dos destroços do Oceanic 815 na praia.
Para mim, uma forma muito legal de passar os créditos com uma pequena homenagem à série.
Mas...
Como LOST é LOST, os créditos serviram de fonte de informação para alguns fãs que usaram essas imagens para "provar" que os losties morreram na queda do voo. Ou seja, quando o Oceanic 815 cai na Ilha, todos morrem e por isso só temos os destroços na praia e nenhum sobrevivente aparecendo...





Teorias? Sim, elas ainda não acabaram e nunca terão fim.
Claro, isso é LOST!

by Deise

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Eu quero ler! O legado da caça-vampiro

A saga vampiresca de Collen Gleason já conta com 5 livros lançados nos EUA e agora é a vez do Brasil conhecer a história de Vitória Gardella.

Sinopse:
Londres, 1820. Num ambiente que lembra os romances de Jane Austen, como Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade, uma jovem linda e sensual, Vitória Gardella, debuta na sociedade e precisa arrumar um marido rico. Mas Vitória parece viver 200 anos adiante de seu tempo. Quer levar vida independente. Usa piercing no umbigo. E herdou um terrível Legado – o de ser uma Venadora, ou caça-vampiro. Os leitores de livros desse gênero não precisam esquecer tudo o que leram sobre vampiros, de Bram Stocker a Stephenie Meyer. Eles simplesmente vão se surpreender e se arrepiar com esse novo jeito elegante, erótico, sangrento e eletrizante de contar uma história.
A onda de livros, filmes e séries de TV sobre vampiros não se esgotou – cresce a cada dia, com uma multidão de leitores principalmente adolescentes e do sexo feminino. De olho nesse nicho do mercado, a Geração Editorial debruçou-se sobre mais de 50 títulos de vários autores, americanos, ingleses, italianos e até alemães. Até achar Colleen Gleason, uma sedutora e jovem autora americana, criadora da série “Crônicas Vampíricas de Gardella”, com cinco volumes, e que em breve também vai virar filme.
Colleen não coloca seus vampiros nos dias atuais, mas na Inglaterra de 1820. E sua personagem principal, Vitória Gardella, é, além de linda, diferente: ela usa uma espécie de piercing no umbigo, o vis bulla, que llhe dá superpoderes, circula na alta sociedade londrina e vê com ironia o fato de que querem lhe arranjar um marido nobre. Vitória tem uma vida secreta: à noite, ela patrulha as ruas matando vampiros do jeito tradicional: com uma estaca de madeira no coração.
Tudo isso seria apenas o conteúdo de mais um livro chato de vampiros no século XVIII – mas a autora diverte os leitores e leitoras com sua linguagem cômica, fácil de ler, colocando num período romântico do passado uma personagem que parece saída de uma série de TV do século XXI.

Os escravos de Judas
Nesta nova série de sucesso que agora chega ao Brasil, o primeiro vampiro foi Judas Iscariotes, o homem que traiu Jesus Cristo por 30 moedas de prata. Desde então, a cada geração um descendente da família Gardella é chamado a aceitar o Legado familiar e se tornar um Venador, ou caça-vampiro. Vitória é a nova Venadora escolhida, e como tal carrega no umbigo o vis bulla – um amuleto sagrado que lhe confere superpoderes.
Quando não está patrulhando as ruas à noite em busca dos malignos mortos-vivos, Vitória valsa nas luminosas pistas de dança da alta sociedade, segurando mãos enluvadas de cavalheiros, com o coração dividido entre o solteiro mais cobiçado de Londres, o marquês de Rockley, e o enigmático aliado dela na luta contra os vampiros, Sebastian Vioget, dono da taberna Cálice de Prata, o reduto onde se reúnem os seres do mal. A história segue num crescendo cheio de tensão, até que Vitória se vê cara a cara com a vampira mais poderosa de todos os tempos – Lilith, a Escura, filha de Judas – e então deverá fazer a escolha final entre o amor e o dever.

O Legado da Caça-Vampiro é uma requintada e eletrizante história de sangue, sobrenatural, erotismo e morte, que vai sem dúvida encantar e arrepiar os fãs de histórias de vampiros, de Bram Stocker a Stephenie Meyer, mas também a todos aqueles que apreciam uma história bem contada, com muita inteligência, ironia e suspense.

Estou ansiosa para ler este livro. Só vi elogios a respeito da saga de Collen Gleason.
Pelo que li em sites e blogs estrangeiros é uma série intrigante que traz uma visão mais complexa para a mitologia vampiresca. Só pela sinopse podemos perceber toda a sofisticação da trama.
Segundo a própria Collen Gleason, uma de suas maiores influências foi Anne Rice.

by Deise

Eclipse (Primeiro Video Oficial) - Muse - Neutron Star Collision (Love is forever)



A banda ingleses Muse lançaram nesta semana o single Neutron Star Collision (Love Is Forever), música principal da trilha sonora do filme Eclipse, da Saga Crepúsculo. Banda favorita da autora Stephenie Meyer, Muse tem músicas que aparecem na trilha sonora dos dois fimes anteriores da saga de vampiros, com Supermassive Black Hole em Crepúsculo e I Belong to You em Lua Nova - esta é a primeira vez que a banda produz uma música especialmente para um filme.
Eu já conhecia essa banda que msitura pop rock e arranjos eletrônicos antes do sucesso de Crespúsculo, contudo é hoje uma das minhas favoritas e adoro e ouço a maioria de suas músicas.
A música e o clip estão incrível e combinou perfeitamente com a história desse terceiro filme, afinal de contas, o amor de Edward e Bela é para sempre e eles morreriam juntos se fosse necessário. Minha opinião é suspeita já que amo Muse e gosto muito da Saga Crepúsculo, especialmente, da história do terceiro livro.
A canção foi ao ar pela primeira vez na BBC Radio 1 na segunda, 17 de maio, e já pode ser escutada na íntegra Acima.

Track Listings:


1. Metric- Eclipse (All Yours)
2. MUSE- Neutron Star Collision (Love Is Forever)
3. The Bravery- Ours
4. Florence + The Machine- Heavy In Your Arms
5. Sia- My Love
6. Fanfarlo- Atlas
7. The Black Keys- Chop And Change
8. The Dead Weather- Rolling In On A Burning Tire
9. Beck and Bat For Lashes- Let's Get Lost
10. Vampire Weekend- Jonathan Low
11. UNKLE- With You In My Head (Feat. The Black Angels)
12. Eastern Conference Champions- A Million Miles An Hour
13. Band of Horses- Life On Earth
14. Cee Lo Green- What Part of Forever
15. Howard Shore- Jacob's Theme

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Me fez rir!

Clica na imagem e ela aumenta

LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Temos?

Liberdade de expressão é o direito de manifestar livremente opiniões,idéias e pensamentos. É um conceito basilar nas democracias modernas nas quais a censura não tem respaldo moral.


No Brasil, desde a Constituição do Império havia a garantia da liberdade de expressão, o que foi preservado ate a Constituição de 1937. Já no período conhecido como Estado Novo durante o governo do presidente Vargas, o principio constitucional da liberdade de pensamento desapareceu. Foi adotada a censura como meio de impedir a publicação ou a reprodução de determinadas informações. A censura nasceu reprimindo a liberdade de expressão. Com o período da redemocratização, a Constituição de 1946 foi responsável por colocar e assegurar, no novo ordenamento jurídico, a manifestação do pensamento. O texto constitucional dispunha a livre manifestação do pensamento, sem dependências da censura, salvo quanto a espetáculos e diversões publicas, respondendo cada um, por abusos cometidos, conforme disposição legal.
O direito a liberdade de expressão e caracterizado como direito da personalidade, integrante do estatuto do ser humano, fundamental para a concretização do princípio da dignidade da pessoa humana e determinada, para quem o incorpora, especificas funções. Ele e garantia individual e protege a sociedade contra o arbítrio e as soluções de força.
Vale ressaltar que, quando se restringe a liberdade de um indivíduo, não somente o direito deste e atingido, mas também o de toda a comunidade de receber e debater as informações.
A liberdade de expressão, em todas as suas formas e manifestações, é um direito fundamental e inalienável, inerente a todas as pessoas. É, além disso, é um requisito indispensável para a própria existência das sociedades democráticas.
Todas as pessoas devem ter igualdade de oportunidades para receber, buscar e divulgar informação por qualquer meio de comunicação sem discriminação, por nenhum motivo, inclusive os de raça, cor, religião, sexo, idioma, opiniões políticas ou de qualquer outra natureza, origem nacional ou social, posição econômica, nascimento ou qualquer outra condição social.
Toda pessoa tem o direito a ter acesso às informações sobre si mesma ou seus bens de forma expedita e não onerosa, contidas em bancos de dados, registros públicos ou privados e, caso seja necessário, atualizá-las, retificá-las e/ou emendá-las.

Desabafo no Facebook demite garçonete do R7


Ashley Johnson, de 22 anos, foi demitida por causa de um mimimi no Facebook. Ela trabalha como garçonete em uma pizzaria de Charlotte, na Carolina do Norte (EUA) e ficou terrivelmente revoltada com um casal que, segundo ela, foi muquirana na hora de deixar gorjeta.
Os clientes em questão ocuparam a mesa por três horas e deixaram uma caixinha de R$ 8,75 – valor que ela considerou insatisfatório pelo tanto de trabalho que eles deram.
Na hora, ela não falou com ninguém. Ficou remoendo sua mágoa até chegar em sua casa e acessar seu perfil no Facebook. Lá, ela fez um desabafo bem “família Restart” e, além de chamar o casal de mão de vaca e citou o nome da empresa em que trabalha.
Esse foi o maior erro dela.
Se ela não tivesse mencionado que trabalha na Brixx Pizza, ainda teria seu emprego, mas, como o fez, violou a política da casa, que proíbe os seus funcionários de falar mal dos clientes em redes sociais.
Johnson disse que chegou a pedir desculpas para a empresa, mas não adiantou: foi pingar colírio de asfalto no olho da rua.


lembre-se: “Liberdade de expressão é o direito de manifestar livremente opiniões, idéias e pensamentos”.
Deve ser orientada para o bem, e não, para a banalização. Devemos preservar o respeito e a dignidade de outro. Ela deve ser utilizada como fonte de orientação, informação, contribuição para o bem comum e para a educação, e não, para a degradação.

“A liberdade de cada um acaba onde começa a liberdade do outro”.
 
by Deise
Pesquisei na Wikipédia

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Me fez rir!

Clica na imagem q ela aumenta :)

VOCÊ SABE QUE ESTÁ VIVENDO NO SÉCULO XXI QUANDO...


1. Você envia e-mail ou msn para conversar com a pessoa que trabalha na mesa ao lado da sua.

2. Você usa o celular na garagem de casa para pedir a alguém que o ajude a desembarcar as compras.

3. Esquecendo seu celular em casa, coisa que você não tinha há 10 anos, você fica apavorado e volta buscá-lo. [já fiz isso. :S]

4. Você levanta pela manhã e quase que liga o computador antes de tomar o café. [todo mundo já fez isso]

5. Você conhece o significado de naum, tbm, qdo, xau, msm, dps.

6. Você não sabe o preço de um envelope comum; [não mesmo :S]

7. A maioria das piadas que você conhece, você recebeu por e-mail (e ainda por cima ri sozinho...);

8. Você fala o nome da firma onde trabalha quando atende ao telefone em sua própria casa (ou até mesmo o celular !!);
Você digita o '0' para telefonar de sua casa;

10. Você vai ao trabalho quando o dia ainda está clareando, volta para casa quando já escureceu de novo; [corrigindo, universidade.]

11. Quando seu computador pára de funcionar, parece que foi seu coração que parou. [fato.]

11. Você está lendo esta lista e está concordando com a cabeça e sorrindo.

12. Você está concordando tão interessado na leitura que nem reparou que a lista não tem o número 9. [juro como também não reparei]

13. Você retornou a lista para verificar se é verdade que falta o número 9 e nem viu que tem dois números 11.. [fato [2]]

14. E AGORA VOCÊ ESTÁ RINDO CONSIGO MESMO... [¬¬']

15. Você já está pensando para quem você vai enviar esta mensagem...




Feliz modernidade! [ ou não neah.]

Aposto como você já passou por algumas dessas. :D

by Deise
Vi isso num blog e gostei :)

quarta-feira, 19 de maio de 2010

True Blood Season 3 Official Trailer Legendado



Adooooooooooooruuuuuuuuu
Jason continua burro, Erick continua gato, Suck nada haver, Bill misterioso, Sam atrapalhado...
Ai Ai q nervosoooo

Você já fez pelo menos uma coisa destas?


1. Ficar rabiscando alguma coisa enquanto fala no telefone;
2. Pausar a música por 1 minuto e 1 hora depois perceber que ela ainda tá pausada;
3. Todo fim de ano, dizer que o ano passou rápido;
4. Receber a prova, dar uma lida rápida por cima de todas as questões e pensar: FODEU!
5. Responder: “Não” quando alguém te pergunta “Tudo Bem? só pra ter assunto pra conversa;
6. Sempre quando está jogando vídeo game em uma parte muito importante sentir coçar o braço/nariz;
7. Falar para a mãe do meu amigo, que estava sem fome, mas estava com muita fome;
8. Ficar empolgado na hora de comprar o material pra começar o ano, e na primeira semana não aguentar mais aula;
9. Ficar até o final do filme no cinema para ver se tem cena extra;
10. Ter sempre a última folha do caderno rabiscada;
11. Fazer um barulho com o pé/cadeira, parecer que foi um peido e continuar fazendo pra perceberem que não é o que estavam pensando;
12. Tentar abrir a porta do carro no exato momento que ela está sendo destravada, não consegue tenta de novo e acontece a mesma coisa;
13. Estar no meio de um sonho e saber que aquilo não é real , que é só um sonho;
14. Fazer moicano, no banho, com o cabelo cheio de espuma;
15. Lamber os dedos sujos de Doritos;
16. Abaixar o som do PC achando que alguém estava te chamando, e não era ninguém;
17. Entrar na farmácia só pra me pesar;
18. Chamar o Faustão de gordo-chato, quando ele interrompe alguém;
19. Clicar com o botão direito no emoticon do MSN só pra ver o significado que a outra pessoa colocou;
20. Ficar irritado quando a banda que você gosta vira modinha;
21. Acordar 10 minutos antes do horário marcado no despertador e dormir de novo até ele tocar;
22. Ficar comendo milho que sobra da pipoca;
23. Colocar de volta a pontinha do lápis quando ele quebra e não tem apontador por perto;
24. Trocar o toque do celular e ligar pra ele do fixo pra ver como ficou;
25. Procurar alguma coisa loucamente e só achar depois que já desistiu de procurar;
26. Salvar arquivos com o nome asdasfasfdasd por preguiça;
27. Não olhar diretamente pra professora quando ela está perguntando algo pra turma ou chamando na frente, com medo de escolher você;
28. Sair do banho, notar que esqueceu a toalha e ficar gritando: ‘mããããe..!’;
29. Falar pro professor: “Tá, já entendi” mesmo que não tenha entendido. Só pra ele parar insistir em tentar te explicar;
30. Apagar tudo que estava escrevendo, quando vê que a outra pessoa está digitando alguma coisa no MSN;
31. Ficar desconfortável quando está assistindo TV ou um filme com os pais e começa uma cena de sexo;
32. Assistir a ‘Polishop TV’ quando não tem nada passando de mais interessante;
33. Fechar a porta da geladeira devagar e ficar olhando para ver quando a luz apaga;
34. Entrar no banheiro com a luz apagada, e quando sair, acender;
35. Enviar o Relatório de Erros do Windows na primeira vez que viu isso, depois se dar conta que não adianta nada;
36. Dar uma de DJ aumentando e diminuindo o volume do rádio;
37. Fazer um email tosco quando era mais novo e ter vergonha quando te pedem pra passá-lo hoje em dia.


Ahhhh fez??
Não se preocupe...
vc é normal!!!! Ou naum né?
Have a nice day!


 
by Deise
vi essa idéia na net... mas perdi a fonte rsrsrs

terça-feira, 18 de maio de 2010

Mais que 1.000 palavras!

Há quem diga que... Uma imagem vale por mil palavras...

Gostaram do q fiz com a rosa?? A(doro)mo essa rosa :P

O velho provérbio diz que uma imagem vale mil palavras, e quantas vezes uma foto impressa nas folhas de um jornal, revistas capas de livros, nos ensinou mais do que está escrito?
Mas há também quem diga que... O homem não vive só de palavras, apesar de, às vezes, precisar de engoli-las.


Família - Amigos
Homem - Sem comentários...
Mulher - A minha mãe
Sorriso - O meu :p
Perfume - Dolce Gabanna
Paixão - Viajar
Amor - Searching...
Olhos - Castanhos
Sal - Praia
Chuva - Adoro
Mar - Vista
Livro - Viagem
Filmes - Tantos!
Músicas - Momentos bons... E maus!
Dinheiro - É sempre bom ter
Silêncio - Às vezes faz bem...
Solidão - Mais uma vez... Às vezes faz bem!
Flor - Margarida
Sonhos - Muitos! :)
Cidade - Edmont
País - Canadá
Não viver sem - Amigos
Nunca deixar de ser - Eu mesma
Qualidades - Algumas
Defeitos - Muitos!
Gostos - Inconstantes
Não passarei - Não sei!
Detestas - Falsidade
Pessoa - com quem contar.


Não vou passar o desafio a ninguém em específico, mas os interessados estejam à vontade!!! ;)

by Deise

Earth Day: Give Earth a Hand

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Epitáfio - Com meus olhos

Devia ter amado mais
Ter chorado mais
Ter visto o sol nascer
Devia ter arriscado mais
E até errado mais
Ter feito o que eu queria fazer...
Queria ter aceitado
As pessoas como elas são
Cada um sabe alegria
E a dor que traz no coração...
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar...
Devia ter complicado menos
Trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr
Devia ter me importado menos
Com problemas pequenos
Ter morrido de amor...
Queria ter aceitado
A vida como ela é
A cada um cabe alegrias
E a tristeza que vier...

by Deise
fonte/fotos: Google

Rápido demais...

 
 
 
 
 
 
   
 
 
   
 
 
A vida passa rápido demais; e se você não parar de vez em quando para vive-la, acaba perdendo seu tempo
Filme - Curtindo a vida adoidado




As vezes você tem a sensação que as coisas estão indo rápido demais? Eu tenho.
Lembro-me da expectativa para a Copa de 2006 e já estamos pensando na copa de 2014.
Lembro-me da expectativa para o carnaval...
Lembro-me da expectativa para os diversos planos para o ano...
Lembro-me que estou na expectativa para os planos que ainda farei esse ano...
Lembro-me da expectativa para encontrar pessoas queridas...
Lembro-me da expectativa para a chegada de mais uma neta....
Lembro-me da expectativa para a chegada dos bebês do ano...
Lembro-me da expectativa para a aceitação ou não de meus rabiscos no blog...
Lembro-me que já estou na expectativa do São João com a Copa....
Lembro-me que já estou na expectativa do Natal e de um novo ano....
Lembro-me agora que foram muitas as expectativas e que poucas foram as emoções vividas, pois se espera muito para realizar tão pouco.



Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.
Provérbio chinês



Deixamos a vida se esvair por entre os dedos, perdemos tempo esperando...  
O tempo nos dá a solução, mostra-nos o caminho... esta ai à nossa frente, pronto para a caminhada e muitas vezes esquecemos como andar.
Do que você sente mais falta? De uma palavra amiga? De um beijo apaixonado? De um beijo amigo? Ou simplesmente de um abraço aconchegante? Ainda não sabe do que? Você sabe então?
Não perca tempo... vá atrás do que te faz feliz... e no caminho faça outras pessoas felizes... não passe despercebido.
A vida passa rápido demais...

Já pensou em fazer uma lista de coisas antes de morrer? Não pense no sentindo literal da palavra «morrer» como coisa ruim... pense como oportunidade, isso mesmo oportunidade, não sei nada a respeito de uma segunda chance quanto a vida, mas posso dizer que devemos viver o agora como se não houvesse o amanhã. Eu já pensei na minha... e é enorme, vou dar uma resumida, 30 coisas q VOU fazer (ou pelo menos tentar) antes de morrer.


1. Ir ao Canadá
2. Entrar num filme (Imagina só)
3. Escrever um livro
4. Visitar Paris
5. Subir as escadas até ao topo da torre de pisa
6. Fazer um passeio num balão de ar quente
7. Fazer uma luta de comida
8. Fazer uma batalha de bolas de neve
9. Ver um eclipse total
10. Me candidatar na política
11. Fazer escalada
12. Fazer pára-quedismo
13. Visitar o Japão
14. Ser penetra numa festa
15. Cantar karaoke
16. Dar um beijo à chuva
17. Ir a um cinema drive-in
18. Visitar locais ancestrais
19. Ganhar o primeiro lugar num concurso
20. Fazer uma tatuagem
21. Casar
22. Falar mais do que uma língua fluentemente (fluentemente? arranho no inglês)
23. Mudar de cidade simplesmente para começar de novo
24. Cantar bem alto no carro e não parar quando vê que alguém está a olhar
25. Descer ao fundo do Grand Canyon
26. Ler a Ilíada e a Odisseia
27. Ter a minha fotografia nos jornais
28. Me formar
29. Passar muito tempo num cruzeiro
30. Salvar a vida de alguém (como deve ser a sensação?)


A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.
Charles Chaplin


By Deise

quinta-feira, 13 de maio de 2010

SEGUNDA CHANCE - quem nunca precisou

Fazer a vida voltar atrás, voltar a fita, começar tudo de novo. Refazer, tentar novamente, recomeçar, recarregar. Quem não gostaria de ter uma segunda chance?


Alguma vez você já se viu encrencado? Você já cometeu erros pensando que estava certo? Todos nós já passamos por isso. Você já perdeu grandes oportunidades na vida?
Quantas vezes tentamos fazer alguma coisa e fracassamos, e queremos ardentemente ter uma segunda chance? Muitas vezes temos dito a alguém: “Dá-me uma segunda chance!” Pode ser em coisas comuns e triviais, mas pode ser em coisas sérias. Às vezes lamentamos dizendo: “Ah! Se eu tivesse mais uma chance eu faria tudo diferente”
Muitas vezes nós não temos uma segunda chance. Em um programa de Televisão dos anos 80, o apresentador perguntou ao craque de futebol, Mané Garrincha: “Se você tivesse a oportunidade de voltar atrás para fazer tudo de novo o que você não faria?” Ele respondeu: “Eu não tomaria injeção no joelho”. Certa vez um repórter perguntou ao ex-presidente José Sarney: “Qual a decisão que você tomou em seu governo da qual você mais se arrepende?” Ele respondeu: “De ter assinado o Decreto-Lei instituindo o Plano Cruzado Dois. Eu preferia ter cortado a minha mão!”. Muitas vezes ferimos alguém que amamos; não cumprimos um compromisso; traímos a confiança de alguém. Pedimos uma segunda chance. Às vezes nos dão uma segunda chance, e, às vezes não. Nesta vida nós estamos sujeitos a nos envolver em confusão; sujeitos a cairmos. Às vezes a vida não nos dá uma segunda chance. Mas Deus sempre nos dá uma nova oportunidade. Provérbios 24.16 “Porque sete vezes cairá o justo e se levantará.” O nosso Deus é especialista em dar segunda chance às pessoas! Ele é especialista em trabalhar com pessoas imperfeitas.
Devemos dar uma segunda chance a quem não a merece? Sim! As pessoas que não merecem são as que mais precisam de chances. Não pense em ilusões, desilusões, ganhos e perdas, a vida é uma grande ilusão e por mais vitórias que se tenha a morte vem e nos leva a perder de toda forma, perder a vida. Então temos o amor, o combustível que nos conforta e nos move até lá. Ame, dê chances, se dê chances, é o que nos resta, (in?) felizmente!

Se você estiver esperando algumas sugestões tais como mentalização, esforço próprio ou mesmo força de vontade e pensamento positivo, sento muito. Isso pode até oferecer algum alívio por um tempo, mas não apagará o seu passado, e logo passará
O que você pode fazer é viver uma vida com o coração cheio de amor de verdade, sem culpa, sem medo. Viver uma vida sem se condenar ou ser condenado pelo passado. Uma vida com tudo novo. Mente limpa e renovada. Atitudes novas e renovadas. Oportunidades infinitas para escrever uma nova história.

By Deise
Related Posts with Thumbnails